Não basta planejar tão somente as condições financeiras antes de o casal decidir ter um filho. A preparação para a gestação deve incluir os cuidados com a saúde da mamãe e do futuro bebê. Entre os diversos tipos de exames rotineiros nesses casos, atenção também para a carteirinha de vacinação. Se a futura mamãe não tiver aplicado todas as doses, ou necessitar de reforço, pode, sim, se vacinar mesmo grávida.

Uma vacina que vale por duas. Assim podem ser consideradas as vacinas tomadas pela mulher grávida, pois protegem mãe e bebê. É que os efeitos das vacinas são transmitidos, via placenta, para o feto; após o nascimento, a transmissão se dá pelo aleitamento materno, até que a criança tenha idade para iniciar seu próprio ciclo de vacinações.

O assunto é tão importante que a Sociedade Brasileira de Imunização SBIM lançou recentemente uma campanha para divulgar o calendário de vacinação para gestantes. 

Clique na imagem e baixe o arquivo pdf. 

Calendário de vacinas para gestantes | Vacinas recomendadas

Influenza (gripe)

A vacina contra a gripe é uma das mais importantes durante a gestação. Além de imunizar contra o vírus da gripe, também protege de quadros mais graves, como pneumonia, devido à queda da imunidade.

Quando tomar: a dose da vacina da influenza pode ser prescrita em qualquer mês da gravidez ou em até 45 dias após o nascimento do bebê, para aquelas que não tomaram durante os nove meses, em uma dose única.

H3 Tríplice bacteriana (dTpa-difteria, tétano e coqueluche)

Além da proteção contra a coqueluche, a vacina dTpa também protege contra o tétano neonatal, infecção que pode ocorrer com instrumentos inadequados e contaminados usados para cortar o cordão umbilical.

Quando tomar: a qualquer momento, se já não foi aplicada.

Hepatite B

A doença não apresenta sintomas bem definidos, mas o indivíduo que a contrai pode ter vômito, dores musculares, náuseas e mal-estar (sintomas pertinentes a outras complicações também). A infecção durante a gravidez é uma via comum de transmissão, então é importante evitar que a mãe se infecte e não transmita ao feto ou ao recém-nascido. Criança infectada com hepatite B pode apresentar cirrose hepática e câncer hepático na fase adulta.

Quando tomar: a vacina contra hepatite B deve ser administrada em três doses, preferencialmente a partir do segundo trimestre da gestação. Se a gestante já foi vacinada anteriormente, não há necessidade de reforço.

Calendário de vacinas para gestantes | Recomendadas em situações especiais

Hepatite A e hepatite A e B

Como no Brasil as situações de risco de exposição ao agente transmissor da hepatite A são frequentes, a vacinação deve ser considerada. Além disso, por se tratar de vacina inativada, não tem contraindicação.

Pneumocócicas

Esquema sequencial de vacinas pneumocócicas pode ser feito em gestantes de risco para doença pneumocócica invasiva.

Meningocócica conjugada ACWY e meningocócica B

Neste caso, considera-se a situação epidemiológica, que varia de região para região.

Febre amarela

Normalmente é contraindicada para gestantes. Porém, em situações em que o risco da infecção supera os riscos potenciais da vacinação, pode ser feita durante a gravidez.

Calendário de vacinas para gestantes | Contraindicadas para grávidas

Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

A vacina tríplice viral não pode ser tomada por gestantes, mas pode ser aplicada no puerpério e durante a amamentação.

HPV e varicela (catapora)

Também só podem ser aplicadas no puerpério e durante a amamentação.

Dengue

Esta é contraindicada não só para gestantes, mas também durante a amamentação.

Quer saber mais sobre o calendário de vacinas para gestantes? A Clínica Imunizar tem informações, e dispõe de todas as vacinas citadas. Peça um contato da nossa equipe.